doe sangue e faça alguém nascer de novo

LUCAS, 17 anos, muita saúdeeeee para você meu filho

 bolo SAÚDEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE

 

Parabénsssssssss meu filhoteeeeeeee, hoje você completa 17 anos de vida e eu estou super felizzzzzzzz. Exatamente no dia 06/12/1993 (uma segunda-feira), às 12:10 horas, Lucas fazia sua estréia neste mundo.

Sempre sonhei ser mãe. Engraçado que nunca sonhei com formalidades, casamento na igreja, festa, nunca sonhei nada disso, mas ser mãe era um sonho que eu queria muito realizar. Pensava: “quanto eu tiver uns 30 anos, carreira estabelecida, situação financeira estável quero ter um filho.”

Na virada de ano de 92 para 93, lembro que eu estava triste, estava me sentindo sozinha e pedi a Deus, com toda força do meu coração, que me desse alguém especial.

Completei 19 anos no dia 15 de janeiro de 1993 e em abril descobri que estava grávida. Deus agiu rápido, tá...confesso que eu não estava pensando em um bebê quando fiz o pedido rssss, mas pedi alguém especial e não tem nada mais especial do que um filho. A partir daquele dia minha vida mudaria para sempre.

Escutei a frase “Parabénssssssssss, você vai ser mamãe”. Como assim??? Isso só era para acontecer quando eu estivesse com uns 30 anos e não faz muito que completei 19!!!! E Deus disse: Ahãaaaaaaa mas você pediu alguém especial...

Eu e minha mãe nos abraçamos, choramos e ela disse: “minha filha, eu te apoio e esta criança encherá nossa casa de alegria”

Nunca senti a minha mãe tão MÃE como naquele momento, era tudo que eu precisava ouvir, era tudo que eu queria ouvir. Definitivamente eu teria aquele filho SIM. Nesta época só morávamos nós duas, meu pai havia falecido em 87 e meus três irmãos já estavam todos casados.

Não soube seu sexo, naquela época não se fazia ultrassom toda hora como se faz hoje, era pedido um mais ou menos no sexto mês, mas além do aparelho ser horrível, imagem muito escura, o bebê também já estava grande demais e nada foi visto. Sem problemas, enxoval todo amarelo e verde, pobre criança ia parecer o Louro José. Por causa de alguns defeitinhos de fábrica não poderia tê-lo de parto normal então seria uma cesariana. Data provável do parto de 3 a 13 de dezembro de 1993, como nem entraria em trabalho de parto mesmo, escolhi o dia 06.12.93 (uma segunda-feira como esta) para trazer meu filho ao mundo. Duas semanas antes sonhei com uma cama de hospital e um menino peladinho em cima dela.

Tínhamos que estar no hospital às 8h, e lá estávamos nós. Assina papelada de convênio, “Precisa de cadeira de rodas???”, “Não estou ótima, não sinto nada, vou andando mesmo”. E lá fui eu para o centro cirúrgico. O anestesista me recebe, manda eu tirar a camisola com abertura pra frente e ficar só com a outra. “Ué!! Você está de calcinha???” ...”Sim, precisa tirar??? Achei que como era na barriga podia ficar”. Ele claro que morreu de rir da minha cara, santa ingenuidade. Anestesia as 12h e às 12:10h o choro forte, cheio de vida, meu filho nasceu, minha médica dizia, “é guri, é menino, errei” rssssss Lembram do pedido que fiz a Deus??? Pois é, este seria o homem que nunca mais sairia da minha vida, meu grande amor.

Chorei muito quando vi aquela boquinha banguela chorando pra mim. Olhei ele todinho, fiz um raio-X porque morria de medo que trocassem meu filho na maternidade, então precisava ter seu rostinho em minha mente.

Depois fui levada para a tal sala de recuperação, onde você só sai depois de mexer os pés, e isso aconteceu lá pelas 16h. Não agüentava mais ficar lá, queria ver meu bebê com calma, até que me levaram para o quarto e nos reencontramos. Fotos do nascimento não tenho, mal tenho dos últimos meses de gestação e nenhuma do hospital, não existia câmera digital naquela época heheheh. E a analógica que tínhamos fazia todos os procedimentos como se tivesse filme e na verdade não tinha. Uma pena fiquei muito chateada de não ter ficado com esta recordação, mas todos os detalhes lembro como se fosse hoje, ficou tudo guardado na minha memória para sempre.

Passei super bem, quase não senti dor, não andava curvada, achavam que eu tinha feito parto normal até. Em pé consegui trocar a primeira fralda do meu filho, ele estava com xixi até o pescoço, é .... flocgel também não funcionava muito bem naquela época, tive que trocar ele todo, quando ele já estava peladinho vi exatamente a imagem do meu sonho, era ele que estava no meu sonho.

Em meio a choros, cólicas e noites em claro eu me culpava, achava que não conseguia sentir o tal “amor de mãe” que me falavam que era maior que tudo, estava cansada, exausta. O tempo passou e tudo foi entrando numa rotina, as cólicas diminuíram e eu conseguindo entender o “tal amor de mãe”. Descobri que quando um filho nasce, nasce também uma mãe no mesmo momento. Descobri que o amor, os vínculos afetivos são construídos na convivência com o novo ser. Que precisamos adotar os filhos que trazemos ao mundo. Descobri que os filhos não saem de nós, e sim, que entram em nós, cada dia um pouquinho.

Descobri que o meu amor crescia a cada dia e assim fomos construindo nossa história.

Quando Lucas completou um ano e meio senti que eu precisava de um reencontro comigo. Voltei para o cursinho pré-vestibular e no dia que o Lucas completou dois anos eu estava fazendo a minha matricula na faculdade. Fiquei muito feliz, precisava lutar por nós dois. E na faculdade eu não era a mãe do Lucas, eu era apenas a Letícia. Amava meu filho mais que tudo, mas precisava resgatar o meu eu.

lupequeno

Lucas com 1 ano e 4 meses

Mesmo morando com minha mãe os papéis sempre foram muito definidos, eu sempre fui a mãe dele, e minha mãe sempre foi a avó. Ele era meu, minha responsabilidade e eu quis que fosse assim. Minha mãe tinha a vida dela, as coisas dela e eu tinha o Lucas.

Lucas com seis anos, eu acabará de me formar em 8 de janeiro de 2000. A decisão já havia sido tomada há um ano, após minha formatura viríamos para Brasília onde morava meu irmão. Dia 11 de fevereiro pisamos na Capital Federal, mala, cuia, computador, livros e um filho agarrado as minhas pernas. Agora as responsabilidades tomavam uma proporção maior. Morei cinco meses com meu irmão depois fomos morar sozinhos, eu e o Lucas, pela primeira vez. Saudade da minha mãe, desemprego, dificuldades, correria, passamos por tudo.

Ele cumpria horário junto comigo, deixava-o na escola pela manhã e ia trabalhar, pegava-o 12:30h e levava para outra escola onde fazia as tarefas, praticava esportes, brincava, almoçava e lanchava a tarde. Muitas vezes ficava presa no trabalho e só conseguia pega-lo 20h, uma loucura, saía chorando, correndo, me sentindo culpada por fazê-lo cumprir um horário tão desgastante ainda tão pequeno. Quando ele tinha 11 anos conheci o Jorge, ele tinha alguns projetos de trabalho, mas não tinha tempo e nem quem os colocassem em prática, eu assumi, os projetos viraram nossos e fiquei trabalhando em casa, assim não me sentia culpada e podia ficar mais tempo com o Lucas.

O ano de 2009 começou triste com a morte da minha mãe. Mas a vida continuava (não tem jeito) novos projetos profissionais e pessoais e a esperança que o ano de 2010 seria de grandes mudanças, mudanças para melhor, claro.

Começa o ano de 2010 e meu mundo cai com a descoberta em fevereiro de que o Lucas estava com leucemia. Nem nos meus piores pesadelos poderia imaginar tamanha provação. O resto da história vocês conhecem, está toda narrada aqui.

Hoje olho para trás e vejo que passamos por muitas coisas, mas o mais importante é que passamos tudo juntos sempre. E ao contrário do que eu e as outras pessoas pensavam, você não chegou antes do tempo, você chegou na hora certa.

Meu filho, hoje contei aqui um resumo da nossa história durante esses 17 anos, para quem não conhecia, e relembrar aqueles que já conheciam. Hoje faz 17 anos que te recebi em meus braços e ainda lembro como se fosse hoje. Tudo que passamos este ano foi só mais uma batalha que tivemos que enfrentar e ainda estamos enfrentando (com certeza a mais dura delas, mas é só mais uma batalha). A sua coragem me surpreendeu e me encheu de orgulho de você. Te desejo MUITAAAAAAAAAA SAÚDEEEEEEEEE e que você seja muitoooooo Felizzzzzzzz. TE AMO mais que tudo na minha vida e SEMPRE, SEMPREEEEEE estarei ao seu lado, até nós dois ficarmos velhinhos.

VIVAAAAAAAA, Tenha SAÚDEEEEEEE e seja MUITO FELIZZZZZZZZZZZZ

Que Deus te abençoe e te proteja.

lumãe

Lucas, 17 anos

 

P.S. Eu sei que ficou mega enorme o meu post, mas são 17 anos de amor, e aqui fiz um super resumão a história toda daria um livro rssss

Beijinhos e fiquem com Deus

16 comentários:

Giovana - Presente de Deus disse...

Que post lindo!!!
Parabénssssssssss Lucas, que Deus continue te abençoando hj e sempre!! Saúde, paz e amor!!!
Parabéns pra vc tbém Letícia! Afinas, as mães tbém merecem!!
bjks!!

Roberta disse...

Amiga, nossa, tô me contendo muito aqui no trabalho pra não abrir o berreiro. Já sabia um pouco da história de nascimento do Lucas, mas agora relembrar e saber mais alguns detalhes, foi mesmo muito emocionante!
Sabe pq o Lucas é guerreiro? Porque tem a quem puxar! Seu exemplo de vida amiga é ímpar pra todas nós!
Parabéns pra ele e para você tb!
Mil beijosssssssssssssss
p.s: as palavras as vezes são tão insuficientes para demonstrar tudo que sentimos....gosto muito de vcs!

Mamãe Aline disse...

Post lindo e emocionante....
"Lucas, que Deus lhe dê muita saúde e muitos anos de vida ao lado de sua mãe e de todos que lhe amam!"

Rachel disse...

Lindo mana!!!!Estou chorando aqui no pc, vai passando um filme na minha cabeça, pois tbm faço parte de tudo isso, amo vcs d+ e desejo sempre que Deus esteja ao lado de vcs dando muita força.Curte bem este dia com nosso Luquinhas, bjssssssssss

Anônimo disse...

Nossos filhotes tem 3 dias de diferença, o meu nasceu 09/12/1993 e tb veio na hora que ele quis...rs. Parabéns pra ele e pra vc tb, que vcs tenham muitos momentos maravilhosos pelo resto da vida (loooooonga). bjs
Paula Moscatelli (AQM)

Maristela Cabello disse...

Parabéns pra vcs dois!
Muitas felicidades e muita saúde!
Com carinho
Maristela

Fatima Djanira disse...

Parabéns para o Lucas.
Parabéns Letícia.
Estou em lágrimas.
Admiro vocês.
Felicidades

Mauro Bandeira disse...

Oi prima !
bah , confesso que vou ler teu manifestto com calma amanhã ,pelo adiantado da hora vou deixar meus PARABÉNSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS , TUDO DE BOMMMMMMMMMMMMMMMM , VOCÊS MERECEM!!!!
Prima , para quem acredita , nada é por acaso , teu desejo foi realizado , alguém especial chegou há 17 anos.
Abraços e beijos!!!!

Anônimo disse...

Querida prima!

Fiquei bastante emocionada lendo teu post, viajei no tempo e nos vi lá na Beneficência corujando o Lucas! Parabéns pelo aniversário, muita saúde e disposição para continuar vencendo esta batalha!

Muitos beijos com muitas saudades da prima que muito te ama, Lorena.

Fran disse...

Ô Letícia, que história linda!!! Emocionante!
E que vc vivam muito mais histórias como essa nos próximos 17, 34, 51 anos...
Muita saúde pro Lucas, muita paz, muita garra para vencer tudo o que tiver epla frente e sempre de cabeça erguida e fé em DEus!
Grande beijo para vocês!

TIOS LUIZA FRANCISCO E DEMAIS FAMILIARES disse...

LETÍCIA, OS TIOS ESTÃO ENVIANDO COM PEQUENO ATRASO, POIS EU ESTAVA ENVOLVIDO COM EXAMES DA BENEFICÊNCIA,(VIDEOCOLONOSCOPIA) E ULTRASONOGRAFIA DO ABDOMEM, E QUANDO VIMOS PASSOU O TEMPO, MAS ESTAMOS ENVIANDO OS NOSSOS MAIS SINCEROS VOTOS DE MUITA SAÚDE, E MUITA PAZ PARA O LUCAS, COM ABRAÇÃO E UM GRANDE BEIJO DOS TIOS LUIZA E FRANCISCO E DEMAIS FAMILIARES.

elizabete campos disse...

Parabéns Lucas!!! (mesmo que seja atrasado..rsrsrsr) vai meu carinho todo especial pra vc e sua família de guerreiros...Bjs grandes e que Deus continue cada dia mais aumentando as bençãos sobre vcs!

Mauro Bandeira disse...

Oi prima!!!
então ,agora dei uma boa lida no teu depoimento,,,bah,.,,,tenho um amigo que brinca comigo sobre meus 5.0 , que viu numa propaganda que após o 5.0 temos a certeza de muitas histórias para contar , well....vc com ..tchan...rssss já tem um tanto de histórias para contar e com certeza daqui uns anos outras tantas junto do teu Lucas . Parabéns prima , pela perseverança ,pela coragem ,pelo amor de mãe.
Beijos e abraços!!!!

mauro Bandeira disse...

ah..pode atualizar a idade do Lucas na foto....rssss 17 anossssssss

MARIA OLINDA disse...

MEU PRESENTE PRO LUCAS FOI ENVIAR TEU POST PRA TODOS OS MEUS CONTATOS E PEDIR QUE TODOS ELES MENTALIZASSEM OS SORRISOS LINDOS DE VOCÊS DOIS EM SUA ORAÇÕES DIÁRIAS. QUE AS CASCATAS DE BÊNÇÃOS DE SAÚDE EMITIDAS PELO MESTRE, FORTALECIDAS COM NOSSO AMOR POR ESSE MENINO GUERREIRO, CHEGUEM ATÉ ELE HOJE E TODOS OS DIAS. BEIJOS

Jo Negretti disse...

Parabéns! Muitas felicidades aos dois! Mesmo sem conhecê-los, acompanhei e rezei por vcs!

Estou muito feliz! Feliz pelo aniversário! Feliz por esse fim de ano que, se Deus quiser, encerra uma batalha árdua! Ficará na memória como uma vivência, vivência que fortalece laços, que fortalece a alma!

Feliz aniversário, feliz Natal e Feliz Ano Novo!

Postar um comentário

Comente aqui, seu comentário é muito importante para nós.

 

©2009 Leucemia Mieloide | Template Blue by TNB, customizado por Adelson Smania